Regulamento Copa Só 7

Home Regulamento Copa Só 7

REGULAMENTO DA COPA SÓ 7 – 2017

1 – DA COMPETIÇÃO

A COPA SÓ 7 – 2017, será disputada entre os meses de Agosto e Novembro, na cidade de Porto Alegre, na Hd Farrapos e em Cachoerinha, na MCM Esportes.

2 – DAS EQUIPES PARTICIPANTES

Participam destas competições as 14 equipes que garantirem a presença com o pagamento da taxa de inscrição de R$ 400,00.

3 – DAS OBRIGAÇÕES DAS EQUIPES

As equipes participantes deverão cumprir com as regras e taxas estatutárias para sua oficial participação, obedecendo-se prazo e critérios estabelecidos por este regulamento.
Art. 3.1 – Somente poderão participar da COPA SÓ 7 – 2017, os atletas e integrantes de Comissão Técnica das equipes que estiverem inscritos até a quinta feira anterior a rodada.
Art. 3.2 – Somente estarão aptos a jogar as equipes que realizarem o pagamento da Taxa de Jogo de R$ 140,00 com no mínimo 20 minutos de antecedência a partida.
Art. 3.3 – A equipe que não pagar a taxa de jogo antecipadamente perderá o jogo por W.O.

4 – DAS INSCRIÇÕES E CONDIÇÕES DE JOGO

Art. 4.1 – O prazo para inscrições de atletas é até quinta feira anterior a quarta rodada.
Art. 4.2 – Atleta inscrito não poderá se transferir para outra equipe desta competição.

5 – HORÁRIO DE JOGOS E WO

Art. 5.1 – Não haverá transferência de jogo por motivos de chuvas, devendo as equipes OBRIGATORIAMENTE COMPARECER NO LOCAL DOS JOGOS, sob pena da perda do mesmo por W.O.

Art. 5.2 – Haverá uma tolerância de 10 (dez) minutos para a primeira partida da rodada. Após o horário determinado para o começo das partidas poderá haver cobrança de multa por atraso, cabendo a decisão ao Delegado da partida.

Art. 5.3 – A partida só começa quando a equipe tiver 7 jogadores em quadra, sendo que todos devem estar devidamente fardados, usando meias, calção e camisas iguais, podendo o árbitro dar ou não condição de jogo, bem como o Delegado da partida.

Art. 5.4 – O não comparecimento de uma equipe para seu jogo, acarretará a perda do mesmo por W.O, marcando-se para todos os efeitos estatísticos, o escore de 2 x 0 para a equipe adversária. Em caso de 2 WO´s durante a competição, acarretará na eliminação da equipe, sendo assim será considerado o escore de 2 x 0 para a equipe adversária, mesmo os jogos já realizados.

6 – DA FÓRMULA DE DISPUTA

PRIMEIRA FASE – As 14 equipes foram divididas em 2 grupos de 07 equipes. As partidas serão realizadas dentro de cada chave, em turno único. Ao final da primeira fase estarão classificados para a próxima fase os 4 melhores colocados de cada chave. A classificação obedecerá aos seguintes critérios de desempate:

1º) PG – pontos ganhos.
2º) CD – confronto direto (Válido apenas em caso de 2 equipes empatadas em pontos).
3º) NV – maior número de vitórias.
4º) GA – Divisão dos gols feitos pelos gols sofridos.
5º) MMGM – Melhor Média de de Gols Marcados.
6º) MMGS – Menos Média de Gols Sofridos
7º) Sorteio.

ATENÇÃO: CASO A EQUIPE QUE DER UM W.O. DURANTE A PRIMEIRA FASE EMPATAR EM PONTOS GANHOS NA CLASSIFICAÇÃO, AUTOMATICAMENTE PERDERÁ EM TODOS OS CRITÉRIOS.

Exemplo: Time A terminou a primeira fase com 10 pontos, 3 vitórias, mas deu um WO. Time B tem 10 pontos, 2 vitórias e não deu nenhum WO. Time B fica na frente do time A.

QUARTAS DE FINAIS

Jogo 2.1 – 1º colocado do Grupo A vs 4ª colocado do Grupo B
Jogo 2.2 – 2º colocado do Grupo A vs 3ª colocado do Grupo B
Jogo 2.3 – 3º colocado do Grupo A vs 2ª colocado do Grupo B
Jogo 2.4 – 4º colocado do Grupo A vs 1ª colocado do Grupo B

Os confrontos serão disputados em jogos de ida e volta, sendo que o primeiro jogo será na “casa” da equipe classificada em 1º e 2º lugares em sua chave. Em caso de empate em pontos e saldo de gols, a equipe com melhor campanha na primeira fase passará para a próxima fase.

SEMIFINAIS

Jogo 3.1 – Vencedor do jogo 2.1 vs Vencedor do jogo 2.3
Jogo 3.2 – Vencedor do jogo 2.2 vs Vencedor do jogo 2.4

Os confrontos serão disputados em jogos de ida e volta, sendo que o primeiro jogo será na “casa” das equipes classificadas em 1º e 2º lugares em sua chave. Em caso de empate em pontos e saldo de gols, a decisão da vaga será nos Shoot-outs.

FINAL

Jogo 5.1 – Vencedor do jogo 3.1 x Vencedor do jogo 3.2

A final será disputada em partida única na HD Farrapos. O vencedor deste jogo será o CAMPEÃO. Em caso de empate a decisão será definida nos Shout Outs.

7 – PREMIAÇÃO

O Campeão receberá troféu, 20 medalhas e R$ 2.500,00.
O vice-campeão receberá troféu e 20 medalhas e R$ 400,00.
Serão premiados também, o goleador, a defesa menos vazada cada um com um troféu.

8 – DAS PENALIZAÇÕES

Art. 8.1 – Os atletas e integrantes da Comissão Técnica das equipes participantes ficam subordinados as penas previstas nas Regras Oficiais da modalidade, sob aplicação da equipe de Oficiais de Arbitragem.
Art. 8.2 – Todo o atleta ou integrante da Comissão Técnica de equipe disputante do Campeonato que for devidamente identificado por integrante da equipe de Arbitragem, ou por qualquer Dirigente da Federação presente ao campo de jogo, e que não tenha conduta compatível com a moral desportiva, ou ainda que promover ou participar de distúrbios ou tumultos durante o decorrer dos Campeonatos e que for citado em súmula ou em relatório, ou ainda que for denunciado por integrante da Diretoria da Federação, sofrerá processo e julgamento pelo Tribunal de Justiça Desportiva dessa Federação.
Art. 8.3 – O atleta ou integrante da Comissão Técnica de equipe disputante do presente Campeonato que for considerado culpado de FALTA GRAVE COM RELAÇÃO À DISCIPLINA, terá sua condição de jogo, SUMARIAMENTE CASSADA pela Diretoria da Federação, até seu julgamento pelo Tribunal de Justiça Desportiva.
Art. 8.4 – A equipe, atleta ou integrante de comissão técnica de equipe participante que se envolver em tumulto ou briga no local dos jogos, será passível de ELIMINAÇÃO SUMÁRIA DA COMPETIÇÃO, não cabendo recurso neste caso.
Art. 8.4.1 – Todo dirigente, integrante da Comissão Técnica ou atleta de equipe que se utilizar das redes sociais ou similares para criticar, denegrir ou cometer algum ato que possa ser considerado desonroso à imagem da Federação, de seus dirigentes ou equipes disputantes das competições organizadas pela FSSRS, fica sujeito às sanções do CBJD, bem como dependendo do efeito que gerou tal ato, o causador do fato, poderá ser suspenso até julgamento pela Comissão Disciplinar pela Diretoria da FSSRS, “ad referendum”.
Art. 8.4.2 – A equipe, atleta ou integrante de comissão técnica de equipe participante que se envolver em tumulto ou briga no local dos jogos, será passível de ELIMINAÇÃO SUMÁRIA DA COMPETIÇÃO pela Diretoria executiva da Federação, não cabendo recurso neste caso.
Art. 8.4.3 – Caso o referido acima for contra os oficiais de arbitragem ou diretores da FSSRS, seja por atletas, integrantes da Comissão técnica, os mesmos serão SUSPENSOS E ELIMINADOS SUMARIAMENTE DA COMPETIÇÃO, caso seja cometido por um número considerável da equipe (nesse caso entenda-se, quer seja por atleta, Comissão Técnica, dirigentes ou torcedores da equipe) em concurso, a equipe será passível de SUSPENÇÃO, ELIMINAÇÃO E DESFILIAÇÃO SUMÁRIA pela Diretoria executiva da FSSRS, mediante ofício.
Art. 8.4.4 – Caso o distúrbio seja protagonizado por algum torcedor identificado de equipe, além de ser passível de suspensão, a equipe pode ser multada, perder a prerrogativa de torcedores nos jogos de forma sumaria pela direção da entidade, ou por julgamento da Comissão Disciplinar do TJD.
Art. 8. 5 – Atleta suspenso por punições e que desejar transferir-se de clube somente terá sua transferência homologada após o cumprimento da punição.
Art. 8.5.1 – Todo atleta ou integrante da Comissão Técnica que for expulso pelo Árbitro, quer seja durante o jogo, no intervalo ou ainda após o término do mesmo, deverá OBRIGATORIAMENTE, cumprir na próxima rodada um (1) jogo de suspensão automática, independente de aviso ou notificação, ou ainda de julgamento pelo T.J.D.
Art. 8.5.2 – A contagem dos cartões para fins de aplicação de suspensão automática é feita separadamente e por tipologia, não havendo possibilidade do cartão vermelho apagar o amarelo já recebido no mesmo ou em outro jogo; ### Por exemplo: se o atleta estiver pendurado com dois cartões amarelos recebidos em partidas anteriores, receber na mesma partida um cartão amarelo e um cartão vermelho, este cumprirá dois jogos de suspensão, um pelo terceiro cartão amarelo e outro pelo cartão vermelho, mesmo que o árbitro ao expulsá-lo não apresente o 2o amarelo e depois o vermelho, pois nosso esporte não exige esta formalidade.
8.5.3 – As punições com CARTÃO AMARELO, serão contadas em SÉRIES cumulativas de três (3) cartões, sendo que a cada SÉRIE de três cartões recebidos, deverá ser cumprida à suspensão por um jogo.
8.5.4 – Os Cartões amarelos serão zerados ao final da primeira fase, desde que o atleta NÃO RECEBA O TERCEIRO CARTÃO AMRELO.
8.5.5 – SE O ATLÉTA OU INTEGRANTE DE COMISSÃO TÉCNICA RECEBER CARTÃO VERMELHO NO ÚLTIMO JOGO DA FASE, DEVERÁ CUMPRIR A SUSPENSÃO AUTOMÁTICA, POIS SERÃO ZERADOS APENAS Os CARTÕES AMARELOS, salvo o previsto acima (8.5.2).
8.5.6 – O controle da suspensão automática de seus atletas bem como a contagem dos Cartões recebidos, é de responsabilidade exclusiva dos Clubes participantes das competições independente de comunicação oficial ou de julgamento pela justiça desportiva e de qualquer protesto de clube interessado, sob pena de perderem os pontos conquistados nas partidas em que utilizarem atletas suspensos ou sem condições de jogo, além de outras penalidades que possam vir a ser aplicadas pelo T.J.D.
8.5.7 – Em nenhuma hipótese atleta ou membro da Comissão Técnica poderá considerar cumprida sua punição em partida não realizada (W X O), a punição somente será considerada como cumprida após a não participação na(s) partida(s) subsequente(s), efetivamente, disputada(s).
8.5.8 – Para haver o cômputo do cumprimento da punição tanto do 3o cartão amarelo como da suspensão automática do cartão vermelho, bem como da punição aplicada pela Comissão Disciplinar quando a pena for em jogos, os punidos deverão cumpri-las em jogos realizados de fato.
8.6 – O Clube que utilizar atleta ou membro de comissão técnica sem a necessária condição de jogo, terá os pontos porventura ganhos no jogo revertidos para o adversário, sem prejuízo de outras penalidades que possam vir a ser aplicadas ao clube faltoso.
8.7 – Somente poderão adentrar ao campo de jogo, os atletas e comissão técnica das equipes, desde que: fardados, com condições de jogo e os integrantes da Comissão Técnica, DESDE QUE IDENTIFICADOS E CREDENCIADOS PELA FEDERAÇÃO e fardados conforme determina a Regra Oficial.
8.8 – O atleta ou integrante da Comissão Técnica EXPULSO DE JOGO (cartão vermelho), além da SUSPENSÃO AUTOMÁTICA, prevista no C.B.J.D. e neste Regulamento, deverá ainda efetuar o pagamento das custas processuais do TRIBUNAL DE JUSTIÇA DESPORTIVA, estipuladas na tabela de taxas e emolumentos da FSSRS.
8.8.1 – O atleta ou integrante da Comissão Técnica que for expulso, caso não efetue o pagamento da taxa de expulsão, ficará suspenso do campeonato, mesmo já tendo cumprido tanto a suspensão automática quanto uma possível punição pela Comissão Disciplinar do TJD. A suspensão findará após o pagamento da taxa de expulsão.
8.9 – O atleta ou integrante da Comissão Técnica que for expulso por AGREDIR OU TENTAR AGREDIR (fato consumado ou tentado) qualquer pessoa interveniente da partida, deverá pagar à FSSRS uma multa de R$ 50,00 (cinquenta reais), que serão revertidos em cesta básica, e será entregue a uma Instituição pela FSSRS, independente de julgamento pelo T.J.D.
Parágrafo Único: QUALQUER CONFRONTO (BRIGA) GENERALIZADO QUE OCORRER TANTO NO CAMPO DE JOGO, BEM COMO NAS DEPENDÊNCIAS DOS JOGOS, SERÃO PASSÍVEIS DE EXCLUSÃO SUMÁRIA DAS EQUIPES ENVOLVIDAS DA COMPETIÇÃO, PELA DIREÇÃO DA FEDERAÇÃO, INDEPENDENTE DE JULGAMENTO.
9 – DISPOSIÇÕES GERAIS
Art. 9.1 – Caberá a cada equipe participante assinar um termo de compromisso, que declare seus atletas encontrando-se em bom estado de saúde e aptos a disputar os jogos desta copa, isentando a Entidade Promotora de qualquer responsabilidade advinda de sua participação nesta Copa, inclusive quanto a eventuais lesões, torções e acidentes.
Art. 9.2 – A confecção da tabela de jogos, bem como a escalação dos Oficiais de Arbitragem, é de competência do Departamento Técnico da Competição, não cabendo às equipes participantes, interferência na tabela ou veto aos Árbitros.
9.3 – Todo e qualquer protesto com relação a acontecimentos de uma competição, somente poderá ser feito até o término do expediente da FSSRS, do segundo dia útil posterior ao dia do jogo e mediante o pagamento da respectiva TAXA DE PROTESTO estipulada na Tabela de Taxas da Federação, sendo vedada a utilização da súmula para a formalização do mesmo, devendo o protesto ser feito em separado e assinado pelo Presidente do Clube ou seu Procurador Legal e acompanhado do comprovante do pagamento da respectiva taxa, sob pena de inépcia do mesmo.
9.3.1 – Não serão aceitas reclamações e/ou protestos nos locais dos jogos, as mesmas deverão ser feitas por escrito endereçadas à FSSRS.
9.4 – Os clubes filiados ou não, participantes dos diversos campeonatos da FSSRS, no ato de sua inscrição ou filiação aderem a todas as determinações contidas no presente Regulamento.
9.5 – A FSSRS não se responsabilizará por acidentes ocorridos com participantes dos campeonatos ou por estes ocasionados a terceiros, antes durante ou depois das partidas.
9.6 – Para todos os fins legais, os regulamentos técnicos de cada competição, a tabela de taxas e as notas oficiais que esclareçam ou modifiquem este Regulamento farão parte integrante do mesmo.
Art. 9.7 – As demais DISPOSIÇÕES GERAIS, serão as constantes no livro de REGRAS OFICIAIS DA CBSS, bem como no REGULAMENTO GERAL DE COMPETIÇÕES DA FSSRS.
Art. 9.8 – Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Diretoria da Competição, ou por seu representante presente ao local dos jogos, “ad-referendun” da Diretoria.
Parágrafo único: Todas as ocorrências relatadas pela arbitragem ou delegado da Federação serão analisadas e encaminhadas ao procurador para análise sendo passíveis de denúncia à Comissão Disciplinar para o devido julgamento, cabendo recurso ao TJD.
9.9 – O presente Regulamento entrará em vigor na data de sua publicação e terá validade até o término da presente Competição, sendo o mesmo acatado pelos seus participantes.

Porto Alegre, Agosto de 2017.

Vinicius Santos
Presidente da FSSRS’

thời trang trẻ emWordpress Themes Total Freetư vấn xây nhàthời trang trẻ emshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữHouse Design Blog - Interior Design and Architecture Inspiration